Follow by Email

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Um brinde a Felicidade

Nossa ânsia maior na vida é pelo momento em que pudermos nos considerar feliz.
Mas o que realmente será a felicidade?
Será que ela só será possível quando estivermos sem nenhum problema, já realizados profissional e afetivamente, com paz e harmonia interiores, a ponto de não termos mais tensões internas nos impulsionando a novos desafios?
Se considerarmos isto como felicidade, talvez seja como alguns dizem- felicidade não é para este mundo.
Enquanto vivermos na sociedade atual, sempre teremos desafios com nossos relacionamentos, vida profissional, anseios de novas conquistas, pois vida é movimento, é sempre estarmos colocando energias dos potenciais em movimento para que se concretizem.
Porém se modificarmos nosso conceito de felicidade, para o viver intensa e plenamente cada momento de nossa vida, lúcidos de que é uma oportunidade de aprendizado, e como é breve, devemos nos preencher do mesmo, sem dramas, medos, mas na confiança de que sempre somos capazes de nós sair bem, qualquer que seja o desafio que nos venha, e percebermos que felicidade é algo mais simples que supomos, não vem com fogos de artifícios para anunciá-la, pois ela já faz parte de nosso presente, apenas não temos a lucidez de que felicidade nada tem a ver com que o mundo nos traz, mas sim com nosso estado de espírito.
Se me mantenho em confiança em mim, na inteligência da vida que já me conduziu ate o momento, em paz interna, harmônico, centrado, percebo que Felicidade é um Estado do Ser, e que ela exige movimento, e, portanto não se restringe a momentos. Ou se É feliz ou não, ao invés do conceito de que Estou feliz ou não.
Felicidade é uma escolha; de todos os fatos de minha vida, existem cerca de 90% que fluem bem, e apenas 10% que se encontram disfuncionais. Se optarmos focar para o que esta disfuncional como prioritários na vida, perdemos o foco e gratidão pelo que já conquistei de funcionabilidade, e nos sentiremos ansiosos, tensionados e nos colocamos em dramas, sem saber se temos as forças necessárias para vencer o que não funciona.
Mas se nós focarmos em tudo de bom que já existe em minha vida, e utilizá-las como porto seguro, a partir do qual busco resolver o que ainda não está organizado, e encará-lo como desafios, oportunidades de aprendizado, como sendo aquilo que dá o colorido a nossa vida, perceberei o quanto já sou feliz, pelo que já vivi e venci.
Que cada dia, cada desafio, seja um brinde a felicidade, como no amanhecer, o sol vem nos brindar com sua luz vermelho dourada, nós chamando a vida e a lucidez de mais uma oportunidade de realizar, crescer, vencer, não ao mundo, mas a nós mesmos, a nossos dramas interiores, a nós mantermos na mesma paz e harmonia de quando contemplamos o raio de um novo dia ensolarado, que nos vitaliza.
Que cada dia seja um brinde a nós mesmos. Um brinde a felicidade, e que este se torne nosso estado natural de Ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário