Follow by Email

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Foco excessivo na realidade

Se você faz muitas coisas ao mesmo tempo, teu nome é de mulher. Se é focado em uma única coisa por vez, você deve ser Homem? O foco é uma das características que mais distinguem os dois sexos, pois na caça o homem foi adestrando o foco, e a mulher ao cuidar dos filhos e da casa, a multivalencia, a troca de foco em fração de segundos, automático, as vezes sem consciência....Mas na realidade nossa maior doença atual é em ambos os casos, o excesso de foco. Queremos algo, ou não o queremos em nossa vida e toda nossa energia é focada somente nisto, o que traz consequências... Se somos do tipo cientistas, todo o foco está na lógica, no que pode ser tocado e provado. Se somos emotivos, o foco está no que sentimos...se somos mais ligados ao corpo físico, tudo gira em torno da realização. Não fale sobre coisas intelectuais para alguém que ama malhar, fale sobre exercícios...E para prender a atenção de alguém que é intelectual, fale sobre teorias.... Mas o foco, seja onde ele estiver , fecha nossos canais de percepção, deixamos de "dar importância" a tudo a nosso redor que não seja ligado ao foco da atenção, nós nos limitamos, limitamos nossa realidade das infinitas possibilidades em uma só, o que nossos olhos físicos observam e pior, nós nos identificamos tanto com o foco da visão, que nós nos tornamos ele, e ele passa a ocupar 360 gruas de nosso entorno. Só percebemos o que damos importância, ou seja focamos.... Quer abrir sua "claripercepções”, seja ela clariaudiencia, clarividência, capacidade de psicografia, de ler objetos, que são as mais comuns? Mude seu foco de percepção pelo comando mental: Isto me tem importância, a partir de hoje...e não tenho mais medo do que perceberei, pois já tenho maturidade para lidar com este novo campo de percepção ( mas tenha a coragem de bancar esta abertura, porque senão o sistema de defesa da integridade não permitirá esta mudança de foco, se você não mudar de atitude...) E a Clarisensciencia? E a clariconsciencia, menos conhecidas? Na primeira, você se torna capaz de perceber pela leitura inconsciente, a nível de sombra, do que algo te transmite. Não vem com palavras, coisas que a mente é capaz de lidar, mas você tem “ a certeza” que sabe de algo sobre aquele objeto e pessoa. No trabalho de desenvolvimento da sensciencia: tomar ciência pela sensação, aos poucos a mente aprende a decodificar a energia “lida” e se forma imagens, palavras ( ai entram os demais canais de percepção), de forma que suba a consciência e a percepção confrontada com a realidade está muito próxima, variando apenas na decodificação...os ajustes vão sendo feitos com o exercício, e aos poucos se abre a clariconsciencia, onde além de fazer a leitura, se tem a lucidez daquilo que se percebe, e se confia no que é trazido na decodificação mental.... Algumas pessoas a abrem em algum momento de expansão da consciência, e a mantem abertas, mas a maioria pode abrir todas habilidades ligadas a sensibilidade, pelo treino, pela exposição, onde a mente aprende aos poucos a ler as energias extrafísicas, que estão fora de nosso foco de percepção comum, limitante, e conforme formos de confiança do sistema de defesa da integridade, mostrarmos a ele a capacidade de lidar de forma positiva com as novas percepções, com a abertura de consciência, com o aumento da sensibilidade, da capacidade e Poder de percepção, de que sabemos expandir e contrair nossos sensos conforme o ambiente, ou seja, que somos de confiança e não iremos nos fragmentar pelo contato com novas realidades, aos poucos abriremos o sexto sentido, de forma que é mais libertador para cada caso. Alguns ao abrirem primeiro a clarividência, e também clariaudiencia, se tornam escravos dos mesmos canais de percepção de realidade que usam e dão prioridade no mundo físico, e isto lhes causa um novo fechamento de foco...tem mais dificuldade de abrir a clarisensciencia, e clariconsciencia pois tem em si um comando: apenas o que vejo e ouço tem realidade, e treinando menos o sentir, pois na vida diária , para manter a adaptação de vida entre 2 realidades, precisam manter os canais sob restrito controle...e ao fechar a sensibilidade , se fecham a clariconsciencia...mesmo porque a mesma, em uma pessoa não moralmente ética, julgadora é um ato de invasão que gera consequências, pela lei da causa e efeito... Parece que existe um bloqueio “frequencial” para poder-se ler as demais energias, seja no ambiente, ou em pessoas, dada pelo princípio da vibração, da frequência...se estamos negativado, iremos perceber o que focamos no mundo, sua negatividade e esta irá, com certeza nós fragmentar, e nosso filtro da realidade for o falso ego, com seu orgulho protegendo a persona com a qual nos identificamos, pois iremos somar com energias que nós afastam de nossa verdadeira essência, que é pura, compassiva...Apenas quando estamos positivados a nosso respeito, com o olhar de compaixão ao mundo externo, percebendo a tudo, como sendo a expressão daquilo que cada um consegue ser naquele momento, mas que nem de longe é o que o ser é em essência, será útil a abertura destes canais de percepção, e eles não serão usados de forma involutiva a que os tem, nem ao meio.... Nosso sistema de integridade seja a nível de ego( persona), seja a nível de espirito, ou mesmo de centelha, irão bloquear todas as habilidades que ainda não tenhamos maturidade para utilizar de forma evolutiva.... Então não questione porque algumas pessoas tem certos “dons” e outras não, pois por traz da auto permissão delas se manifestarem está a autorização do nosso Sistema imunológico, de integridade pessoais, ou seja de nosso “guardião” interno, que abre e fecha portas...de acordo com nossa maturidade, capacidade de lidar com as coisas com consciência, de discernir e arbitrar de forma positiva.... Se não estão abertas, existe um exercício a ser feito: o de amadurecer...pois o Sistema de Integridade não obedece ao nosso livre-arbítrio, seu comando é superior, ele obedece ao instinto de manutenção da vida...e é ótimo que assim seja, pois com nossos desmandos mentais e emocionais, já teríamos nos matado a muito tempo, por sairmos totalmente de nossa natureza... Como crianças em um play ground, nós é permitido brincar, mas nunca nós será dado fogo e fósforos ao mesmo tempo, pois provavelmente iremos “aprontar”, pela falta de consciência no uso das ferramentas a nós cedidas...A Clarisenciencia, a clariconsciencia, e mesmo as mais comuns, requerem amadurecimento do Ser em sua Verdadeira Essência, para serem “liberados” para uso.... E enquanto nosso foco for apenas a realidade que a persona percebe, limitada pelo campo visual do corpo físico, do que se ouve ou toca com a pele, nossa consciência será a de uma bolinha de gude, e dentro dela iremos pular de ponto em ponto, mas limitados pela “membrana” que fornece a individualidade da bolinha. Mas se queremos amplificar a consciência de realidade, teremos que sair da zona de conforto, e buscar que nosso sistema de integridade vá permeando a membrana que nos separa do exterior...e ai , mudando o foco da percepção, vendo coisas além como possibilidades, desidentificando do status quo da persona, podemos ter uma mini iluminação, uma fresta da clariconsciencia, e aprendermos a viver em uma esfera consciencial, de talvez, uma bolinha de tênis, e ao nós nos sentirmos seguros e tendo vivenciado o que está esfera nos oferece sem nos fragmentar e nós perdermos de nós mesmos, novamente poderemos romper nova membrana, desta vez para algo um pouco maior...e ai a clarisenciencia/ clariconsciencia ( lucidez no que se sente) nos permite a mobilidade de foco, podemos focar momentaneamente mais coisas, mas em multiplicidade, voltando a ter a habilidade inerente do feminino, multifoco, sabe onde está o filho, o que ele faz, mesmo longe do olhar, das coisas da casa, do trabalho, tudo ao mesmo tempo....

Sobre a alma

Deus é Creador, Principio Alfa e Ômega, Poder, Presença, Senciência... E sua obra é a criação. E Seus filhos, seus herdeiros. Creou de si, a polaridade e a vibração... Dividiu-se em visível e invisível... Reservou para a matéria apenas 10%, pontos de atividade... Mas manteve 100% de si, em frequências... Fez-se Luz, Portadora da criação... Sombra, Portadora da prima mater... Pelo verbo, emitiu elétrons que percorrem o visível e o invisível, duais, onda e partícula... Vibram, transformam, ordenam... realizando a grandíssima alquimia... No átomo, se relacionam, ligam e desligam, unem e repelem, se opõe e se complementam... No átomo geram Vida, criam minerais que aglutinados sustentam a criação, Gaia. A Terra recebe em si, nutre e vivifica a vida orgânica, o reino vegetal. Plantas que geram beleza, contemplativas, geram condições para a vida animal... Desde os simples monocelulares até o reino hominal, reverberam em si a divindade. E ao Humano, o Creador deu a permissão da escolha, a Liberdade de Ser ou Não Ser. De infinitas possibilidades, escolher apenas uma para mergulhar... E no mergulho, o Humano se perdeu, esqueceu-se da multiplicidade de opções, e se identificou com a criatura. Perda de lucidez, da consciência, entra na lei do esquecimento... oportunidade de viver sempre diferentes opções... E tu, que vives a experiência de estar Humano, és herdeiro e autor da criação. Deus Pai-Mãe, te deu sua obra para que nela vivesse e gerasse. Para que dela fizesses a tua Obra. E como é o elétron, ora onda, ora partícula, ou seja, vivo tanto no invisível, contendo em si, a PrimaMater, o espirito, a alma... Tanto no pequeno espaço reservado ao visível, ao corpo, a consciência, ao ego, a experiência que chamas de realidade. Tu, humano, és o criador da tua Obra: Tua vida, Tua realidade, fatos, situações, causas e efeitos: Tudo tua criação pela Herança divina que recebestes. Assume pois então, a tua responsabilidade de criador pelo que vives. Se Deus é fonte de tudo, das infinitas possibilidades, e tu és seu herdeiro, porque escolhes para realizar a tua obra, A realidade onde só existe a falta, a ausência dos potenciais, o desamor, o caos, o que é disfuncional e negativante do Não Ser? Porque, quando Teu Pai é Abundancia, paz, ordem, harmonia, possui a magia do Ser, aquela que abre as melhores portas, traz aquilo que é para ti? Porque, Humano, na Obra que crias, tu te negas tanto, se esquece de ti? TUA VIDA É TUA OBRA. Não pertence a Persona manifesta, mas a teu espirito, a tua alma. Se negas a tua alma, negas teu poder de criação, de gerar realidades, das infinitas e melhores possibilidades. Fechas as portas do fluxo da vida. O espirito é imenso, ocupa todo um universo, o teu universo multidimensional, multitemporal, É o oceano que recobre a terra, e em seu ritmo próprio a rega, umedece, semeia de vida, vivifica a criação. Para poder se unir com sua manifestação, envia um representante coma função de te guiar, a tua alma, fonte da gota que tu és, enquanto Obra, criado e criando. É a alma quem aglutina o fluxo da vida, molda a prima mater e lhe dá o sopro da vida, conduz, ilumina consciência, acolhe, nutre. Ela traz em si a magia do feminino, pois a ela cabe gerar em seu ventre a vida, se multiplicando... É o feminino em cada Ser que move o ambiente, plasma realidades... Humano, tua realidade é Una e especial, só tua... por mais que creias que vives na realidade comum a todos....esta é apenas ilusão...Tu és Uno, Tua vida unica. TUA REALIDADE É TUA OBRA, TUA CRIAÇÃO: SÓ TUA, E FEITA SÓ PARA TI. Se negas tua alma, negas tua sensibilidade, já que nela se movem os sensos, valores, potenciais e potencias, a capacidade do vir a ser. Sem ela, negra será tua realidade, pois nela não haverá alma, ou seja, vivificação, luz portando.... Onde ela não mora, morará o que é mal, e este mal será projetado ao mundo exterior, o tornando o inferno; Onde impera o diabo, pois tua realidade é apenas espelho de teu mundo interior, a ausência da alma é o verdadeiro inferno, o exilio mais doloroso... Porém, se negares a tua identificação com a Persona, o ego que vestistes para se relacionar com tua realidade projetada, E a compreenderes como deveria ser, a ferramenta através da qual tua alma se expande e realiza, tua Obra, será criativa, como cabe a quem é herdeiro da criação Divina. Enquanto Espirito é Poder, a Alma o qualifica, seus sensos se expressam via sensibilidade, ou seja pelo coração. Sim Humano, se queres despertar Agapé, primeiro precisarás acolher em ti, tua alma e deita-la em teu peito. Porém, para que ela possa te visitar, precisarás abrir espaço, removendo tudo de ti que não é de tua natureza, ou seja, desincorporar todas as impressões a que te submetestes... A alma não aceita viver onde não existe liberdade para ela se manifestar, onde o coração não esta no comando, Onde a mente não esta ligada por um fio a ela, no Confio, pois onde a mente impera, não há espaço para alma... No confio, o sentir se torna mais importante que o pensar... o sentir-se bem, se torna a bussola que te norteará... Enquanto usares um capacete sobre sua cabeça, formado de formas-pensamentos, miasmas intelectuais que defecam em tua mente, vozes que te negativam, e julgam; Anestesiam-te de ti mesmo, de teu sentir, e como uma compulsão te viciam... pois elas para se alimentar de ti, precisam te enlouquecer, te manter iludido, Desviam teu olhar de tua essência, e te falam da realidade à frente como sendo verdadeira, e que deves se submeter, não à realidade, mas a tua mente... Pelo capacete, entrará em uma possessão, e se não tomares o comando de tua vida, teu corpo mental te sufocará. Da mesma forma que qualquer parte tua a quem deres toda tua energia, por consequência matarás as demais partes de fome, gerando desequilíbrios, doenças... Estes miasmas, produzidos por tua mente sem gerencia, te isolaram de tua sensibilidade, então se desapegue de suas formas pensamento de estimação. Liberte das toxinas intelectuais teus corpos mentais, remova as cicatrizes emocionais, que nada mais são os resíduos dos miasmas... Assim ficarás afastado de tua alma, e de teu espirito, da tua centelha que te vivifica. Mente repleta de conceitos, certezas e verdades da persona é vida sem alma, obra sem criação, ação sem livre-arbítrio, sem liberdade e discernimento do que plasmar para tua vida. Pensas que estas te iluminando, mas nas trevas da inconsciência estas mergulhado, desconectado de ti, fora de teu centro, fragmentado, impuro... Porém, uma mente funcional, educada, sob domínio da alma, do Ser que se utiliza da mesma, que se entrega a guiança, Que permite o fluxo da vida, em cada célula, cada átomo que te compõe, te iluminando, ordenando e transformando. É o Humano que se diviniza, que vive em si, para si e sua obra, transforma sua realidade na melhor possível, e a divide com os seus, dentro da prosperidade divina. Vejas se estas no caminho da tua alma, ou vives sem ela: Como esta sua realidade? Positiva, evolutiva, expansiva, valorosa? É sua alma criando através de ti... Trevosa, sem portas abertas, sem saída, negativante?...Tua alma esta ausente, aprisionada atrás de teu ego, de tua mente, que te impede de senti-la, dela morar em ti.. Mas se este for o caso, não te preocupes, podes mudar tudo neste exato momento: Lembras-te de quando eras criança, ainda intocado pelo mundo, sem incorporar os medos e crenças dos demais? Quando eras espontâneo, alegre, ousado... apenas vivia na descoberta da vida...ninguém havia te dito que havia o mal.... Talvez, na visualização de um momento em que fostes pleno e feliz, em uma praia, uma conquista, ouvindo uma melodia que te eleve... Permita que estas imagens mudem tua vibração, te afastem da ilusão de realidade... Tragas esta sensação a teu corpo, permita-se sentir novamente esta energia em ti... sinta o formigamento desta energética.... Não ouça as vozes das formas pensamento que entram em desespero, pois perdem seu poder sobre ti... A alma é teu sal, o que liga a ti, criatura a teu criador. Ela é o poder divino que cria e recria, gera e transforma, quem calcina, dilui, putrefaz, separa, coagula, sublima... e gera tintura... Ela quem gera a ligação de teu espirito, inconsciente numinoso, com a persona, tua parte manifesta. A ela cabe o equilíbrio entre o visível e o invisível, consciente e inconscientes, trazendo discernimento, adaptação, fluidez, sentimentos, memorias... Sem ela a obra não se faz. È ela o útero onde a vida se origina, quem plasma a primamater em tua realidade ótima, Atraindo para teu reino o que há de melhor para tua experiência, e o tornara visível para teus olhos, e afastará de ti toda obscuridade (que é derivado de sua ausência)... Se convidada, ela não se faz de rogada... vem se instalar em ti. E ai começa tua nova jornada, porém te cabe apoiar a tua alma, silenciando a mente, as vozes dos miasmas que até então te escravizavam... Apoie o que sentes com sua presença, seus sensos, seus valores, sejas coerente com ela, não mais se vendendo e submetendo ao mundo. Ninguém pode servir a dois senhores: Ou serves a ti mesmo, a tua alma e espirito, ou serves ao mundo exterior... este é teu livre arbítrio, a escolha de teu senhor... A mente que se deixa conduzir pela alma, focalizará uma realidade milagrosa, muito além de que é possível por tua imaginação... Apenas a alma se manifestando gerará em si, e de si, uma Humanidade, um mundo melhor, pois será ela se projetando, com sua Luz....