Follow by Email

segunda-feira, 4 de julho de 2011

O Aprendizado de um raio de sol

O sol, fonte de toda vida orgânica na Terra, sempre esta presente no céu, mesmo que encoberto e não vejamos.
Assim é a Sabedoria Universal, nossa conexão com o Divino Interior.
Quando o Sol se coloca no horizonte, chega pleno de Luz, mas apenas ao poucos, com delicadeza afasta as trevas. Se estivermos em uma mata e observarmos sua chegada, percebemos que primeiro banha as folhas altas, as copas e gentilmente seus raios penetram por entre os galhos. Se fossemos uma arvore, o sentiríamos como um leve calor que nos afasta do frio da noite.
E aos poucos, sua luz se divide em raios por passar por galhos, como se tímido pedisse permissão para tocar o solo. E ao observarmos seu caminhar, percebemos que existem vários caminhos para isto. Como os raios que o sol emite por entre as arvores, alguns são mais sólidos, mais luminosos, que banha varia arvores, cada uma na sua medida. Para algumas beija as raízes, sua sustentação, em outras o caule, mas por fim banha toda a arvore.
E ao lado deste raio-caminho, existem centenas de raios, que como outros caminhos se originam do Sol- sabedoria. Parecem que são caminhos distintos, mas tem a mesma fonte. E conforme o Sol sobe no horizonte de nossa vida, percebemos que todos os raios se unem, e que todos os caminhos se somam, trazendo a luz e em breve a mata antes escura se enche de luminosidade.
Podemos também seguir apenas um caminho ou vários, desde que visualizemos através dele que chegaremos ao nosso objetivo, à sabedoria, e devemos ter a confiança que no momento correto ela nós iluminará completamente.
Mas nunca poderemos esquecer que o raio de luz, por entre as arvores é só um efeito temporário de uma causa maior, assi9m como o caminho é só um recurso para acessarmos a reconexão.
Assim como as arvores anseiam pelo sol, nós ansiamos pela sabedoria, mas devemos estar prontos para nos banharmos nela, na nossa capacidade de absorção equilibrada, para evitar que nós nos queimemos sob sua influencia.
Assim como o sol tem sua medida correta, tocando cada planta como a Natureza a posicionou sabiamente para receber sua luz, precisamos nos posicionar perante a sabedoria para que ela não nos chegue nem em falta, nem em excesso.
A inteligência da vida, da Natureza, nos traz a sabedoria que somos capazes de ancorar, apesar de que todo seu potencial esteja disponível, apenas a absorvemos na medida de nossa capacidade de compreensão, e o quanto nos permitimos a acessar.
O seguir um caminho, um raio de sol, de lucidez, mais estruturado e intenso, nós permite o preparo para que no momento que estivermos devidamente preparados, sejamos capazes de ancorar lucidamente informações, de forma que elas deixem de ser conhecimento fragmentado para se tornar sabedoria integral.
Neste momento deixaremos de ser personagem ora manifesto, mas passaremos a incorporar nosso Espírito, fonte de toda nossa sabedoria, consciente e inconsciente, o nosso sol interior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário