Follow by Email

domingo, 13 de julho de 2014

Pensamentos compulsivos

Vem uma ideia, um conceito e fica martelando na cabeça....parece que é um conteúdo querendo tomar a gente... Vem com força de ação, quer ser realizado de qualquer jeito.... Surgiu? Está querendo te tomar, vá para sua privacidade, tomando cuidado para que ele não escape de seu estrito campo de ação... Observe, e vá liberando esta energia- se for o caso, escreva, registre para poder avaliar depois ( mas não mande para ninguém...). De onde vem esta ideia que te possui???? É obsessão, vem de fora???? Tem alguém te obsidiando? Pode até ser que uma forma pensamento te pressionando, mas sinto te falar- não é externa.... É uma visita proveniente do teu inconsciente, uma força, que tem vida autônoma, que sobe à consciência.... Vem com a mesma pressão de que foi reprimida, com o quantum energético que lhe deu vida e comando... A Psicologia a chama de complexo, de neurose, de estrutura de condicionamento, conforme o conteúdo que aflora... Mas é apenas a sombra subindo, para ser iluminada... uma aspecto sombrio, no qual tem muita energia, e em seu centro, tem centelha, tem uma força , um potencial latente, esperando para ser desenvolvido... Para encara-la, é necessário primeiro aceitar que este conteúdo é teu, assumir a responsabilidade pela existência da mesma... pois se ela é tua, você pode arbitrar sobre ela, e te cabe modifica-la, conhecer este conteúdo sombrio, uma parte que te cabe a transmutar, a alquimizar... No inconsciente, ela é uma panela de pressão, sem válvula de escape...quando consegue vazar, gera um surto, somos tomados pelo conteúdo... Se negar a lidar com ela, é colocar mais pressão na panela, até que um dia ela exploda... E com certeza, o sistema de defesa de integridade do Ser, só deixa subir os conteúdos que já temos condições de lidar- já estamos prontos para modifica-lo... Tenha coragem, e coloque uma válvula de pressão, nesta panela, e vá deixando escapar na privacidade...no teu tempo, na autoconsideração com as limitações do ego, paciência, para não gerar fragmentação, não causar cisão...cada um tem seu limite de força e coragem para lidar. Se o Ego vem e te declara que não é capaz de lidar com o conteúdo, acolha-o, e o acalme: Estamos juntos, eu na gerencia, e você com o conhecimento- estamos só observando, e juntos vamos aprender a lidar com isto.. .e sem pressa... Uma vez o ego acalmado, sem dramas, pois ele confia no teu discernimento, na tua gerencia, vem o momento de acalmar as sombras, o sistema de defesa, lhe demonstrando que queremos transformar para um estado melhor o conteúdo ...e que entregamos ao Universo ( área de ação de nosso inconsciente instintivo) o caminho para lidar com o mesmo... Ai, ao colocarmos nossa mão na gerencia, nossas partes que estão no mesmo barco alinhadas com o mesmo objetivo, formamos um time, onde todos levam o seu melhor para avaliar o que está subindo ... Ai vamos ao trabalho: Liberamos a energia contida na forma pensamento autônoma, o complexo, que a fez vir e nós tomar, uma possessão, se não houver autoconhecimento e domínio interno... Liberamos parte, e vamos nós ocupar com outras coisas: ocupamos a mente, a distraímos, e esperamos que as coisas se acomodem, mas sem reprimir, sem fortalecer o complexo.... É como um lago, onde vive um jacaré...sabemos que ele irá sair para comer...mas estamos observando-o...ele não será mais capaz de nós atacar, pois estamos conscientes do mesmo, em nosso lago inconsciente... Ou seja, mantemos ele no nível de subconsciente próximo... sabemos que existe, não mais o alimentamos e ele não nós toma mais... se ele voltar...deixamos escapar mais um pouco da energia....e voltamos a observação... repetimos o processo, até que o ego, esteja em condições de lidar com a energia deste complexo sem ser afetado, de forma madura e imperturbável... Algumas vezes precisamos de alguns dias, outros precisam de mais tempo, para chegar a este ponto...mas não podemos esquecer que tem um jacaré faminto em nosso lago, prestes a nós abocanhar... E ai, vamos rever o conteúdo que subiu- que forças envolviam? Qual o conteúdo que foi reprimido? Qual a crença que precisa ser mudada? Se foi reprimida, por ser um trauma sensorial ( sensação de rejeição, de abandono, negligencia, traição, injustiça...), olhe a emoção muito mais que o fato, pois ele foi só uma percepção... E como se voltasse uma fita, regrave o conteúdo, mude a percepção e seu significado, agora com a consciência atual... Mudar a visão sobre sua estória, sobre o que você pensa que te aconteceu, é de teu arbítrio, basta você querer e a atitude e coragem de abrir mão das vantagens segundarias. Observe :Ter me colocado de vítima, me trouxe que benefícios – seja sincero consigo mesmo...tudo tem um preço e um lucro- localize os teus... Ter me colocado como dominador, me trouxe que vantagens? A quem feri? Quero ser aceito pelo medo ou por amor, afeto sincero? Para dominar, gerei uma persona que esconde minha verdadeira essência???? E tornei meu verdadeiro ser um conteúdo reprimido, um complexo???/ Pois a iluminação tão buscada é apenas a subida de nossa Verdadeira Essência, em sua plenitude, sabedoria, poder e amorosidade do que é intransitorio... A consciência não consegue se conhecer, apenas se conhece por meio de suas manifestações....para tal , ela nós emanou... Somos a essência de nossa consciência se conhecendo, se desenvolvendo... Porém no processo de individualização como centelha, onde recebemos limites que nos separam do todo geramos um Ego Espiritual...e um ego humano encarnado... E é um princípio primordial em nós, manter estes egos preservados, cada um no seu nível, para não nos fragmentarmos, não cindirmos ... Então podemos deixar nossa verdadeira essência subir, pela válvula de escape de pressão....Ela vai “subindo, trazendo consciência sobre nós mesmos...aos poucos, sem fragmentação... Ou seja, a iluminação é uma atitude diária, não de ação no externo, na inconsciência, mas na observação das nossas manifestações, nos processos que as mesmas afloram, suas consequências, e aprender a modifica-las... Então, o que nós obsedia, nos toma em possessão, pode ser luminosos ou sombrio, pode ser uma força latente, um potencial, já maduro para aflorar e frutificar, se tornar uma habilidade, uma potência, um poder.... são uma tomada de consciência sobre nós mesmos, uma iluminação, se estivermos despertos, lúcidos e na gerencia de nós mesmos... Muitos de nós, mais mercuriais, temos muita informação, colecionamos dados, como quem coleciona selos, figurinhas....mas é um conhecimento empírico, só existe no corpo mental abstrato, o toma, e o possui... Para iluminar, as vezes precisamos trazer dados, pontos de vista diferentes, gerando quantum energético ao conteúdo, até que ele “vaze” e nós possua....e ilumine nossa ignorância... E apenas quando um conteúdo mercurial, sai da atmosfera da informação, desce ao sal, se torna sabedoria, e se manifesta no súlfur como potencial realizado, que se torna potência, habilidade sob domínio... Mas mesmo esta tem que ser por área, gradual, para não gerar a cisão do ego.... São peças do quebra cabeça , que se tornam em sabedoria- saem do mundo dos conceitos, assumem vida autônoma, frutificam, e que na gerencia, encaixamos no lugar certo.... E quanto maior a perícia que desenvolvemos neste processo, mais maduros, nossos egos verdadeiros, tanto a nível de encarnação quanto espiritual, como nossas forças anímicas, confiarem em nossa capacidade de gerencia, mais conteúdo são iluminados, e sobem para serem encaixados... Por isto, na Tabua de Esmeralda, se compreender o processo: conheceras as coisas da terra, o que manifestamos de forma terrena, os potenciais latentes, as forças a serem adestradas, desenvolvemos as dadivas nos presenteadas por Gaia, para que como Consciência, possamos nos conhecer, subiras aos céus, ou seja aprenderás a ilumina-las com tua sabedoria, e depois deverá retornar a terra para realizar ( manifestar) teu poder, ou seja , aprenderá a gerenciar os potenciais , habilidades de forma equilibrada, funcional, e se alinhando, centrados, no fluxo da Consciência Criadora Divina... Por isto, ao contrário do que se pensa, a iluminação não é um momento, é um processo gradual, de tomada de consciência e domínio de potenciais...até que chegue o momentum que podemos nós tomar a nossa verdadeira essência sem romper o processo de individuação- é o ápice do processo- onde todas nossos complexos, nossos potenciais latentes se tornam conhecidos, reconhecidos, replicados e dominados... Nosso sistema de defesa de integridade não permite a iluminação sem ser na integridade, na purificação dos complexos.... e cada corpo nosso, cada parcela de ego, ligado a seu corpo, gerente que é desta esfera consciência nossa, representa um sistema de defesa autônomo.... Então, quando somos tomados por um impulso, não o devemos negar, nem deixar nos tomar....não permitimos que nos fragmente, nem gere cisão.... Mas deixamos vazar....e vamos nos perguntando: Este conteúdo, é obsessivo, possessivo, está me encantando, fascinando? O que é isto---com certeza, está tirando-me do meu centro- gero desidentificação: Este não sou eu- apenas é um conteúdo meu “vazando”... E como em todo vazamento, vamos ver como vamos arruma-lo. Fechar a agua do encanamento não é funcional, por muito tempo, pois ficaremos sem agua fluindo ( ou seja tornarmos a emoção mórbida, geramos um complexo destrutivo). Mas contemos e direcionamos sua vazão, até que tenhamos os recursos para efetuar o conserto...mas não o negamos, nem reprimimos...apenas colocamos nosso “jacaré” de volta no lago, e o observamos.... deixamos que se manifeste de forma gerenciada, de forma que a pressão seja aliviada, e ai continuamos a analise: Este impulso, faz parte do princípio primordial evolutivo, de crescimento? De que forma ele serve a este princípio? Se serve a ele, é parte de um processo de iluminação...mas nossa ação sobre ele deve ser evolutiva, lucida, com clareza.... Iniciamos a decisão de como deixaremos este conteúdo aflorar....assumimos o domínio e gerencia do processo... Como deixar ele subir, sem me prejudicar, sem magoar ninguém...mesmo que perceba que é evolutivo para mim, o conteúdo é luminoso, para aprender a dominar o processo de vazão de forma funcional, apenas libero o conteúdo na hora que estiver sem sua possessão, sob total lucidez.... reconheço que estou em surto, mas não sou o surto, e ele não me domina....aprendo a lidar com o surto...e o surto é transitório- tem tempo de validade, e não o alimento, entrando no drama, no sentimentalismo, na fragilidade, na impotência......apenas observo... posso até utilizar ferramentas para controlar o fluxo, em respeito ao sistema de defesa de integridade, para que este se alie a mim... mas nunca reprimi-lo....assumir que se subiu, é porque temos condições de lidar com o mesmo, de ilumina-lo... Esta força que subiu, é evolutiva, ou está direcionada de forma involutiva – e se esta desta forma, cabe nós redireciona-la de forma positivante: Qual é o aprendizado... Qual é o conteúdo que eu desconhecia que está se apresentando para ser absorvido- onde colocarei esta peça no meu quebra cabeça, de que forma ??? Agradeço que mais uma peça se apresenta, a analiso com cuidado e a posiciono...na forma que der no momento... Se é um conteúdo luminoso, também me cabe a gerencia de como manifesta-lo no mundo exterior, discernir, a quem, se irá ferir a alguém... Perceber se realmente é luminosos, se irá acrescentar aos outros, se não irá ferir a ninguém... Analiso do proposito deste conteúdo no mundo – irá acrescentar, gerará ordem e harmonia, união, é positivante a todos que toca... Ou no fundo, tem um conteúdo de tentativa de domínio do outro, querer se firmar sobre o outro...ou seja é egoico??? Qual sua procedência e direcionamento- se for oriundo do falso ego....não o manifeste ao mundo, pois será um plantio que gerará maus frutos.. E se os frutos for causar desconforto em alguém, submeter a alguém a nós, fragmentação, desequilíbrio, caos...a um ser que seja- é uma possessão involutiva, oriunda das ilusões do ego, do corpo mental tomado pela ideia de ser a persona...então, cuide de não plantas está semente, pois sua colheita será obrigatória, logo mais.... mais um princípio: nenhum plantio, ficará sem frutificar, toda causa ( energia colocada em movimento) gerará uma reação... Tenha certeza, se o afloramento é um impulso proveniente do comando que a entidade Humana obedece, por força de sua criação, de evoluir, de crescer sempre, seja pela inteligência, ou pela dor, ele é um passo, um degrau a mais que te aproxima da iluminação...o encare como tal, que se estiver na gerencia, e o direcionar de forma a entrar no fluxo, se resolverá por si próprio, não resista, mas administre sua vazão... É um princípio em nós: Tudo tem uma função positiva, tudo, absolutamente, está a serviço de nos desenvolver, até mesmo a doença, tem a função de nós mostrar que estamos em desequilíbrio, longe de nosso centro, em desconexão ou negação de nossa essência verdadeira, e busca nos levar em retorno ao equilíbrio.....basta desligarmos nossa mente, que atrapalha o perfeito funcionamento desta maquina maravilhosa, que Gaia desenvolveu para que a ocupássemos, como forma de manifestação, através da qual nossa consciência irá se conhecer, se perceber...e pelo contraste, o que é estar em desequilíbrio... Não se acomode...se algo subir, na forma de possessão, de obsediação, você tem poder sim de modificar o processo...não se submeta, mas aprenda a ter domínio sobre si mesmo... É uma parte tua buscando a iluminação, será um quantum a mais se integrado, para gerar o momentum final da iluminação....e esta não pode ser forçada, não há atalhos.... será natural...quando cada célula, cada átomo, cada forma pensamento emanada por nós, no tempo espaço, estiver integrada e iluminada.... E com certeza irá acontecer na parcela manifesta no tempo-espaço, pois no intrasitorio, já somos iluminados, consciência pura, integra, plena, uma com o todo... E se já o Somos, só estamos aprendemos a manifestar nossa plenitude... a não nos submeter a nossos processos obsessivos, a sermos “tomados” por ideias, seja por um complexo reprimido, pela persona que aprendemos a crer que somos, pelo ambiente que nos envolve.... Quem se possui, não será possuído por nada....quem está no domínio, em si de seu poder, não será submetido... Este é nosso desafio....entrar em posse de nós mesmos....desenvolver os potenciais em potencias...

Nenhum comentário:

Postar um comentário