Follow by Email

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Luz e Sombra

Muitas vezes perdemos nossa luz, porque outras pessoas querem brilhar mais, e ao invés delas cultivarem sua propria luz, tentam apagar a nossa, mesmo que pequena é luz. E muitas vezes em nome da ilusão amor, optamos por nós tornar sombras, ...e emprestamos nosso brilho ao outro, que se apossa da mesma, e não a devolve com facilidade...nisto estamos cultivando uma relação de vampirismo...um precisa da luz do outro para brilhar, e transfere para nós sua parte trevosa...e nós vamos nós perdendo de nós mesmos, esquecemos que somos um vagalume, e como mariposas ficamos voando ao redor da lampada que apenas esta emitindo nossa propria luz emprestada. O verdadeiro amor é a somatoria de duas ( ou mais) luzes realizando juntas um proposito comum, cada uma com sua luz, em suas habilidades, se completando, e não dividindo, nem transferindo. Quem vive uma vida de vampirização, mais cedo ou mais tarde terá que confrontar com sua verdadeira essencia..o que se alimenta do brilhar do outro, terá que ver seu aspecto sombrio e ilumina-lo. Quem empresta sua luz, terá que ir buscar seu poder de volta, pois nossa luz é nossa vitalidade, que gera o movimento na vida. sem nossa propria luz, não há como viver, como ter saude, como prosperar....a luz de um, é toxica para o outro, pois elas tem uma assinatura vibratoria unica, esta vitalidade tem um dono especifico, não pode ser emprestada...a energia do outro é toxica a nós...precisamos da nossa propria vitalidade, assim como o outro só pode evoluir usando a dele...qualquer vampirização, seja como doador ou ususrpador traz consigo a doença, a perda de um pedaço da alma, irá encurtar nossa vida, irá gerar passividade, negativação do Ser.... Só tem um jeito para ter vida boa...alimentar a propria luz, perder o medo de brilhar, se tornando Sol espiritual e não mais usar energia que não nós pertencem para realizar...pois o Espirito é pleno, e rico em vitalidade...ele supre tudo..com ele somos ricos e prosperos..mas se recusamos a luz espiritual interna, pelo uso da luz alheia, este fluxo se fecha, e para não morrermos por falta de vitalidade, cada vez mais vampirizamos a luz alheia, e aprofundamos o processo de desconexão....o primeiro passo para se reconectar com a propria essencia é a positivação, a busca da propria luz, sair da sombras...sem buscar apagar a luz de ninguem, tentando apaga-la para não nós conscientizarmos da falta de nosso proprio brilhar....encarar nossos apspectos sombrios, e ilumina-los...pois estes nós acopanharam pela eternidade aforá, até que aprendamos a brilhar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário